NESCON MEDICINA UFMG Homepage NESCON
Ações educativas para pacientes hipertensos- Unidade Básica de Saúde Jesuíno de Souza Lins município de Cruzeiro do Sul- Acre
Tipo:
Trabalho de Conclusão de Curso
Referência:
Outro(s) Autor(es):
Descritor(es):
Termo(s) Livre(s):
Informações Pedagógicas:
(Curso de Especialização Estratégia Saúde da Família)
Resumo:
A hipertensão arterial sistêmica é uma morbidade que acomete milhares de pessoas no mundo, constitui um dos principais fatores de risco para o aparecimento das doenças cardiovasculares e cerebrovasculares. Em atividade diária, a equipe da Estratégia de Saúde da Família Jesuíno de Souza Lins em Cruzeiro do Sul, Acre, identificou uma alta prevalência de pacientes hipertensos cadastrados apresentando pressão descontrolada e sem conhecimento sobre a doença. Observamos também, que além da própria hipertensão arterial, estavam presentes na maioria dos pacientes, os fatores de riscos que favorecem o aparecimento da doença, evidenciando que o desconhecimento não era somente da enfermidade, mas também das causas que a origina. Esta constatação motivou a equipe de saúde a elaborar um projeto de intervenção utilizando um programa educativo (oficinas educativas, utilizando metodologia participativa e técnicas lúdicas, envolvendo a participação dos usuários) para aumentar o nível de conhecimento sobre hipertensão arterial sistêmica e diminuir a prevalência, complicações e mortalidade dos usuários. A metodologia utilizada foi do Planejamento Estratégico Situacional. Os dados colhidos foram por meio da estimativa rápida. No momento seguinte foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, com busca de referencial teórico em artigos científicos disponibilizados na Biblioteca Virtual em Saúde, na base de dados do Scientific Electronic Library Online, na Biblioteca Virtual do Núcleo de Estudo de Saúde Coletiva, além de informações da Secretaria Municipal de Saúde como o Sistema de Informação da Atenção Básica. Essa fundamentação teórica deu sustentação à elaboração do referencial teórico e da proposta de intervenção que se baseou no Planejamento Estratégico Situacional. Os nós críticos identificados pela equipe de Saúde foram os hábitos e estilos de vida inadequados; processo de trabalho da equipe de saúde desestruturado e o baixo nível de informação da população sobre a doença, para os quais foram implantados os projetos de Vida com Saúde, Equipe de Saúde mais Qualificada e Saber Mais respectivamente. A oficina mostrou-se como espaço de reflexão e debate sobre a adoção de hábitos saudáveis, concluiu-se que os programas de educação em hipertensão arterial, permitem a vivência e a experiência em se trabalhar de forma conjunta, integrando e compartilhando conhecimentos, visando a redução da prevalência desta doença, assim como a mortalidade e as suas complicações, e desta forma melhorar e prolongar a qualidade de vida e o melhor cuidado do usuário e da comunidade. Esperamos alcançar nosso objetivo almejado
Informações Adicionais:
CEESF - UFMG