NESCON MEDICINA UFMG Homepage NESCON
Prevalência de sobrepeso e obesidade abdominal em indivíduos portadores de HIV/AIDS, em uso de terapia anti-retroviral de alta potência
Tipo:
Artigo
Referência:
JAIME, Patricia Constante et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade abdominal em indivíduos portadores de HIV/AIDS, em uso de terapia anti-retroviral de alta potência. REVISTA BRASILEIRA DE EPIDEMIOLOGIA. São Paulo, v. 7, n. 1, p.65-72, 2004.
Outro(s) Autor(es):
Descritor(es):
Termo(s) Livre(s):
Resumo:
Objetivo: Avaliar o estado nutricional de individuos portadores do HIV/AIDS em uso de terapia anti-retroviral de alta potencia, segundo sexo e numero de linfocitos TCD4+. Material e metodos: Estudo Transversal envolvendo 223 individuos (171 homens e 52 mulheres) tratados com inibidores de protease, com idade entre 20 e 59 anos, recrutados em um servico de referencia em tratamento de HIV/AIDS do municipio de Sao Paulo. Os dados antropometricos utilizados foram peso, estatura e circunferencia da cintura (CC). O indice de massa corporal (IMC) foi calculado como a razao entre peso (kg) e estatura ao quadrado (m), de acordo com o criteiro de classficacao proposto pela Organizacao Mundial de Saude. Os pacientes foram divididos em tres categorias por numero de linfocitos TCD4.+:= 200, 201 - 349 e = 350 (cel/mm). Resultados: A prevalencia de sobrepeso na populacao foi de 30,5%, e de obesidade abdominal de 12,6%. As mulheres apresentaram prevaencia maior de sobrepeso (36,5%) e de obesidade abdominal (32,7%) quando comparadas aos homens (28,7%) e 6,4% respectivamente). A prevalencia de baixo peso foi maior nas mulheres (7,7%) do que nos homens (2,3%). Ausencia de associacao significativa enter sobrepeso, obesidade abdominal e numero de linfocitos T CD4+ foi observada tanto nos homens como nas mulheres. Conclusao: As mulheres apresentaram prevalencais maiores de baixo peso, sobrepeso e obesidade abdominal em relacao aos homens. A obesidade e o desvio do estado nutricional mais importante, superando a desnutricao, ensta populacao de individuos portadores do HIV/AIDS em uso de terapia anti-retroviral de alta potencia.