NESCON MEDICINA UFMG Homepage NESCON
Complicações em crianças internadas com pneumonia: fatores socioeconômicos e nutricionais
Tipo:
Artigo
Referência:
RICCETTO, Adriana G. L. et al. Complicações em crianças internadas com pneumonia: fatores socioeconômicos e nutricionais. REVISTA DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA. São Paulo, v. 49, n. 2, p.191-195, abr./jun. 2003.
Outro(s) Autor(es):
Descritor(es):
Resumo:
Objetivo. Estudar a associação entre fatores socioeconômicos, estado nutricional e evolução com complicações em crianças internadas por pneumonia. Métodos. Estudo descritivo e prospectivo que incluiu 85 crianças internadas com pneumonia, de abril de 1999 a novembro de 2000. Resultados. Em 31,8% das crianças aconteceram complicações; destas, 29,6% apresentaram insuficiência respiratória, 44,4% derrame pleural e 22,2% atelectasias. Houve associação significativa entre complicações e sexo feminino (p=0,03; Odds Ratio=2,99 Intervalo de confiança 95%=1,16-7,72), porém o mesmo nã ose observou quanto à idade (p=0,98), idade materna (p=0,24), escolaridade materna (p=0,62) e renda familiar per capita (p=0,07). Com relação à avaliação nutricional, não encontramos associação entre a evolução com complicação e nenhuma das variáveis estudadas (escore Z para classificação de Waterlow, peso/idade, altura/idade, peso/altura e índice de massa corporal - p 0,05). Conclusões. O risco de complicações foi 2,99 vezes maior no grupo de meninas; não foram observadas diferenças significativas entre os outros parâmetros estudados quanto à evolução para complicações em crianças internadas com pneumonia.