NESCON MEDICINA UFMG Homepage NESCON
Pesquisa
Ajuda
Para a utilização básica da pesquisa simples, siga as seguintes recomendações:
  • Utilize termos bem definidos (evite palavras comuns como "e", "de", etc.)
  • A acentuação não importa
  • Utilize "*" (asterisco) entre os termos
  • Exemplos
Pesquisa por:
Resultados da pesquisa por "Economia da saúde"
13 registro(s) recuperado(s)
LIMA, Marina Guimaraes et al. Composição dos gastos privados com medicamentos utilizados por aposentados e pensionistas com idade igual ou superior a 60 anos em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA. Rio de Janeiro, v. 23, n. 6, p.1423-1430, jun. 2007.
LEAL, Maria do Carmo et al. Saúde, ambiente e desenvolvimento. São Paulo: Hucitec/Abrasco, 1992. 2v.
ANDREAZZI, Maria de Fatima Siliansky de; OCKE-REIS, Carlos Octavio . Renúncia de arrecadação fiscal: subsídios para discussão e formulação de um política pública. PHYSIS: REVISTA DE SAÚDE COLETIVA. Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p.521-544, 2007.
PIERANTONI, Celia regina . As reformas do Estado, da saúde e recursos humanos: limites e possibilidades. CIÊNCIA E SAÚDE COLETIVA. Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p.341-360, 2001.
SANTOS, Marcelo Justus dos; KASSOUF, Ana Lúcia . Uma investigação dos determinantes socioeconômicos da depressão mental no Brasil com ênfase nos efeitos da educação. ECONOMIA APLICADA. , v. 11, n. 1, p.5-26, jan./mar. 20076.
LEVCOVITZ, Eduardo; PEREIRA, Telma Ruth C. . SIH/SUS (Sistema AIH): uma análise do sistema público de remuneração de internações hospitalares no Brasil 1983-1991. Rio de Janeiro: UERJ/IMS, 1993. 83p.
REINHARDT, Uwe. E; HUSSEY, Peter S.; ANDERSON, Gerard F . Cross-national comparison of health systems using OECD data, 1999. Healt Affairs. , v. 21, n. 3, p.169-181, may/june 2002.
ROCHAIX, Lise . Les modes de rémunération des médecins. REVUE D'ECONOMIE FINANCIERE. France, n. 76, p.223-241, 2004.
VIANA, Ana Luiza d'Avila . A América Latina no contexto de reformas. Rio de Janeiro: IMS/UERJ, 2002.
ANDRADE, Eli Iola Gurgel et al. Pesquisa e produção científica em economia da saúde no Brasil. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Rio de Janeiro, v. 41, n. 2, p.211-235,
CHERCHIGLIA, Mariângela Leal et al. Gênese de uma política pública de ações de alto custo e complexidade: as Terapias Renais Substitutivas no Brasil. ,
DIVULGAÇÃO EM SAÚDE PARA DEBATE. Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, n. 37, jan. 2007.