NESCON MEDICINA UFMG Homepage NESCON

Referências

    GONTIJO, B.; CARVALHO, M.L.R. Americam cutaneous leishmaniasis. : Rev Soc Bras Med Trop, v. 36, n. 1, p.71-80, 2003.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica . Atlas de Leishmaniose tegumentar Americana: diagnósticos clínico e diferencial. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 136p.
    BRASIL. Ministério da Saúde . Dengue: classificação de risco e manejo do paciente. , 2011.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilâcia em Saúde. Departamento de Vigilância das Doênças Transmissíveis. Dengue: diagnóstico e manejo clínico - adulto e criança. 4ed. Brasília/DF, 2011. 80p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Diretrizes para a integração entre atenção básica e vigilância em saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 13p.
    BRASIL.Ministério da Saúde.Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes para o enfrentamento à pandemia de Influenza A (H1N1): ações da atenção primária à saúde. Brasília, 2009. 36p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica . Leishmaniose Visceral grave: normas e condutas. Brasília: Ministério da saúde, 2006. 50p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica . Manual de Vigilância e Leishmaniose Tegumentar Americana. 2.ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2007. 179p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Brasília, 2011.
    TOLEDO JUNIOR, A.C.C. . Pragas e epidemias: histórias de doenças infecciosas.. Belo Horizonte: Folium, 2006.
    FARIA, Horácio Pereira de et al. Processo de trabalho em saúde. NESCON/UFMG - Curso de Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família. 2ed. Belo Horizonte: Coopmed, 2009. 68p.
    MINAS GERAIS. Prefeitura de Belo Horizonte. Protocolo de atendimento aos pacientes com suspeita de dengue.. Belo Horizonte, 2013. 26p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica . Protocolo de tratamento de síndrome gripal (SG) e síndrome respiratória aguda grave(SRAG). Ceará: Ministério da Saúde, 2011. 7p.
    MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Superintendência de Epidemiologia. Diretoria de Vigilância Epidemiológica. Protocolos de febres hemorrágicas. Belo Horizonte, 2012. 78p.
    BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Saiba como agir em caso de enchentes. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 12p.